Pancreatite.com

Informações sobre a pancreatite.

Artigos sobre pancreatite Último artigo

O que é a pancreatite?

A Pancreatite é uma inflamação no pâncreas. Pode ter várias causas e sintomas e requer cuidados médicos imediatos. Ocorre quando as enzimas pancreáticas especialmente a tripsina que digerem os alimentos são ativadas no pâncreas em vez de serem ativadas no intestino delgado. A tripsina é uma protéase de serina que pode ser encontrada no sistema digestivo de vários vertebrados, e no qual hidrolisa as proteínas. A tripsina é inicialmente produzida no pâncreas em forma de proenzima tripsinogênio inativa. A tripsina direciona as cadeias de peptídeos na área carboxílica dos aminoácidos lisina e arginina, exceto quando estas são seguidas por prolina. É utilizada em inúmeros processos biotecnológicos. O processo é comummente referido como proteólise de tripsina ou tripsinação, e diz-se que as proteínas que foram digeridas/tratadas com tripsina foram tripsinadas.

A Pancreatite poderá ser aguda – aparecendo repentinamente e com duração de alguns dias, ou crónica - ocorrendo ao longo de vários anos.

O pâncreas é uma glândula de grandes dimensões localizada por trás do estômago e ao lado do duodeno (a primeira secção do intestino delgado). O pâncreas tem duas principais funções:

  1. Na excreção de poderosas enzimas digestivas para o intestino delgado de modo a auxiliar a digestão de hidratos de carbono, proteínas e gorduras
  2. Na libertação das hormonas insulina e glucagônio na corrente sanguínea; Estas hormonas são envolvidas no metabolismo de glucose do sangue, regulando a forma como o corpo utiliza e armazena os alimentos para obter energia.

A Pancreatite é uma doença na qual o pâncreas fica inflamado. Poderão ocorrer danos pancreáticos quando as enzimas digestivas são ativadas antes de serem excretadas para o duodeno, começando assim a atacar o pâncreas.

A pancreatite pode manifestar-se de duas formas: aguda ou crónica.

Pancreatite aguda

A pancreatite aguda é uma inflamação repentina que ocorre num curto espaço de tempo. Na maioria dos casos, a pancreatite aguda é provocada por cálculos biliares ou consumo excessivo de álcool. Outras causas incluem medicação, infeções, trauma, distúrbios metabólicos, e cirurgias. Em mais de 30% dos casos de pancreatite aguda verificados em pacientes, a causa é desconhecida.

A gravidade da pancreatite aguda poderá variar entre leve desconforto abdominal, a enfermidade grave mortal. No entanto, a maioria das pessoas diagnosticadas com pancreatite aguda recuperam totalmente, após receberem o tratamento adequado.

Nos casos mais graves, a pancreatite aguda poderá resultar em sangramento na glândula, danos graves no tecido, infeção, ou formação de quistos. Poderá ainda criar condições propícias a danificar outros órgãos vitais tais como o coração, pulmões ou rins.

Pancreatite crónica

A pancreatite crónica ocorre normalmente após um episódio de pancreatite aguda e é resultante de uma inflamação decorrente do pâncreas.

Em cerca de 45% dos casos, a pancreatite crónica é causada pelo consumo prolongado de álcool. Outras causas incluem cálculos biliares, distúrbios do pâncreas hereditários, fibrose cística, níveis elevados de triglicéridos, e alguns medicamentos. Os danos provocados no pâncreas devido ao consumo excessivo de álcool poderão não manifestar sintomas por muitos anos, no entanto o paciente poderá desenvolver repentinamente graves sintomas de pancreatite, incluindo dores agudas e perda da função pancreática, resultando em irregularidades na digestão e nos níveis de açúcar no sangue.